Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

O milagre da sopa

Não sou grande cozinheira. Cozinho o que todas as pessoas cozinham. Mas nas sopas sou um zero à esquerda. Posso seguir à risca uma receita que o raio da sopa nunca sai como deve de ser. Ou está aguada, ou está grossa ou não tem sabor ou está doce ou está salgada.
Comprei um livro de sopas e nem uma fiz! Posso coloca-lo à venda no OLX com o preço original que está novinho em folha! Experimentei uma vez a fazer uma sopa que li na dieta dos 31 dias da Ágata Roquette que basicamente era uma sopa sem batata (só tinha couve-flor, courgette, alho-francês, cebola e coentros) e ficou intragável. A culpa não é da receita. Sou eu mesmo que devo misturar os ingredientes pela ordem errada ou não coloco os temperos na altura certa e com as quantidades corretas.

Bom, o que é certo é que quando vou a casa da minha mãe as sopas dela são sempre saborosas. Não lhe costumo dizer nada, mas fico sempre a pensar que ela deve ter o dom das sopas, que deveria ser genético e não o é!
De algum tempo para cá faço sopa com regularidade para as refeições da B. Por norma provo sempre a sopa antes dela, não vá ela ter uma sulipampa ao provar a sopa (a verdadeira razão porque provo a sopa antes está aqui), mas nem sempre a acho grande coisa. Principalmente a sopa de peixe. Com esta não consigo acertar.

Esta semana a B. teve doente e ficou com a avó. Eu (esperta) pedi à avó para me fazer sopa de peixe. Ontem fui a dar-lhe a sopa e provei-a, claro. A sopa estava uma maravilha. Mas é que nem tem termo de comparação com a minha. Agora ando um bocado desconfiada. Não consigo perceber como se faz uma sopa com este sabor sem sal. Será que a avó cometeu o erro de por sal na sopa? Esta vou eu tirar a limpo!

DSC_5486.jpg

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor