Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Escolhas

Desde que a minha pequena nasceu que me apanho muitas vezes a pensar no seu futuro. Ainda nem um ano tem e em vários acontecimentos da minha vida penso “será que a minha filha vai ter que passar por isto?” A resposta é VAI, eu sei, mas se eu poder ajudar, farei tudo ao meu alcance para minimizar estas situações.

Uma das coisas em que pretendo ajudá-la e orientá-la é no que ela vai ser quando for adulta. Não significa que ela não irá saber escolher, o mais provável é ela ter 100% de certezas do que quer ser. Mas falo por mim. Eu não tinha a certeza. Não errei, escolhi certo, no entanto, fica sempre a dúvida e nos dias mais difíceis da minha profissão questiono-me imenso, acordo a pensar porque é que tenho que ir fazer isto. Será que se tivesse escolhido outra coisa, os meus dias seriam mais pacíficos? Provavelmente não, já cheguei a essa conclusão. Penso que todos deveriam ter uma profissão que ao acordar apetecesse correr até ao local de trabalho. Mas isso, é só no mundo da fantasia porque na realidade todas as profissões tem as suas dificuldades e as suas coisas boas. Todos temos que dar o nosso melhor, se quisermos ser reconhecidos. Todos temos que passar por problemas, para no final termos um resultado mais saboroso. No entanto, tenho dias que por cada dia de trabalho, parece que envelheço dois. Por vezes, olho para as fotos desde que comecei a trabalhar e de agora e noto que a minha expressão facial deixou de ser menina e passou a ser de mulher. Sinto-me bem mais velha, já com rugas e a maior parte delas feitas ali. Nos dias bons, sinto que tudo compensa. Vou portanto daqui a uns valentes anos sentar-me em frente dela e dizer-lhe tudo o que escrevi aqui. Que nem tudo é um mar de rosas, mas que ser tivermos força e formos corajosos, por mais difícil que seja, no final de contas vamos fazer o que gostamos e aí sim, seremos mais felizes e recompensados.

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor