Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Que dias excelentes...

DSC_6567_.jpg

Querido São Pedro,

Obrigada por me proporcionares momentos de risada em vez de estar de papo para o ar na praia ou na piscina a trabalhar para o bronze…


1 - Ontem à noite, viemos cedo para casa (não se podia estar na rua, outra vez). Adormeci. Entretanto começo a olhar para o teto e vejo uma aranha gigante, tipo tamanho de um peluche, bem peluda e bem preta. Começo a gritar feita maluca e dou um valente estalo ao B. para ele ir matá-la. Oiço ele, mas o que é que foi? E eu horrorizada, vai matá-la, vai matá-la… Mas vou matar o quê? A aranha não vês?! Não vejo aranha nenhuma! Nisto abro os olhos e afinal o que estava no teto era o aparelho do detetor de incêndio!

2 - Hoje num parque de estacionamento, tive um acidente com o meu carrinho be cool! Despistei-me contra um jipe Toyota dum Francês qualquer. De repente fiquei com uma roda em cima do passeio e outra no parque de estacionamento e o carro virou para cima do jipe. Felizmente a B. ia ao colo do pai, se não a mossa no jipe seria bem maior.

3 - Quando vinha a caminho do hotel, vejo um espanhol em contra-mão numa rotunda!

4- Ainda a caminho do hotel, olho para a B. e notei qualquer coisa estranha. Vi que o ovo estava preso com o cinto do carro, mas ela não vinha presa com o cinto do ovo. Ai que mãe desnaturada…


Bem vou vestir o casaco e vou passear!

Andei (quase) à batatada!

Hoje andei a passear em shoppings (se é que isso é considerado passeio) e entrei na Modalfa para experimentar um fato de banho com a esperança que as banhas não se notassem dentro dele… Agarrei no fato de banho e fui para os provadores. Existiam 3 e só o que estava virado para o centro da loja estava vazio. Fui para esse. Entretanto, já tinha a cortina fechada e começo a ouvir peixeirada entre duas mulheres e uma criança. Tiro a roupa e a parte de cima do meu biquíni e agarro no fato de banho para vestir. Nisto o miúdo que estava com as senhoras abre-me a cortina e entra-me no vestiário. Entretanto entra-me a mãe do miúdo dentro do vestiário e disse para ele, “não é neste, não é neste”. Sai como se não fosse nada e deixa a cortina aberta e eu nua virada para o centro da loja. Fiquei parva a olhar, mas não disse nada. Nem um “desculpe foi sem querer!” recebi. Respirei fundo e relativizei. É miúdo e sem querer a mãe deixou-o escapar. Nisto, visto o fato de banho e enquanto olhava para o espelho para ver se a banhoca continuava lá, continuo a ouvir peixeirada lá fora. Comecei a aperceber-me que entretanto se calhar o miúdo ia voltar a fazer o mesmo… Bem, ouviu-se um silêncio e nesse momento tirei o fato de banho! Estava a atar a parte de cima do biquíni e entra-me o miúdo outra vez no vestiário. Pronto, saltou-me a tampa! Saí do vestiário em biquíni e fui armar barracada para o corredor. Se até eu que estava dentro do vestiário estava a ver que ele ia entrar novamente, como é que aquelas senhoras cheias de estilo não viram? Virei-me para uma senhora que devia ser a avó e disse-lhe “Olhe se faz favor cuide do miúdo porque eu não estou para aturar os filhos dos outros, nua!”. A senhora nem uma nem duas. Que falta de educação! Ela é que não me deu conversa, porque se desse íamos andar à batatada…

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor