Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Firefly Upsee

Se calhar já quase todos vós conhecem esta ideia. No entanto, eu não conheci-a e como a achei tão boa, decidi partilhá-la convosco. Tudo o que seja feito para dar alegria a estas crianças e proporcionar a estes pais a felicidade de verem os seus filhos a sorrirem é muito bem-vindo.

O Upsee é um dispositivo de mobilidade que permite que crianças com deficiência motora se levantem e caminhem com a ajuda de um adulto. É composto por um colete que se veste à criança, um cinto para prender na anca do adulto e umas sandálias que se prendem nos pés tanto da criança como do adulto. O objetivo é que a criança fique presa ao adulto e possa andar com a sua ajuda. Aqui ficam duas histórias de crianças com dificuldades motoras a usarem o Upsee:

 

Antes de adquirir este aparelho convém fazer uma avaliação à criança para saber se o Upsee lhe é indicado. Podem visualizar aqui o vídeo com os requisitos sugeridos para adquirir o aparelho.

Está à venda neste site e pode dar muitas alegrias a crianças com dificuldades motoras.

Se a princesa fosse ela...

Este post tem como pressuposto que tudo o que está relacionado com tecnologia não conta como atividade preferida de uma criança de um ano de idade! Porque se contasse, a atividade preferida da minha filha seria andar a mexer em tablets, telemóveis e computadores. Neste momento a minha B. está completamente proibida de contactar com este tipo de aparelhos. Já é suficiente quando sem querer mexe neles.
Bom, vamos então começar o post…

Dançar, cantar e livros.

Estas são as atividades que a minha B. mais gosta de fazer. De todos os brinquedos que tem (e não são poucos) o que lhe desperta mais interesse são os livros. É capaz de passar horas de volta deles a rasgá-los desfolhá-los. Neste momento, de todos os livros que tem, apenas um sobrevive inteiro, todos os outros já têm um bocado para cada lado. No entanto, ela gosta deles de qualquer forma.

O último livro que lhe ofereceram foi o que veem na imagem abaixo "Até as princesas fazem cocó!" (o conteúdo ainda não se adequa à idade dela. Fala na fase em que se começa a usar o penico).

ate_as_princesas_fazem_coco.jpg

Mas, se a princesa deste livro fosse a minha B., ele teria de se chamar “Até as princesas transbordam cocó!” e contava a história de uma princesa que sempre que a mãe lhe tira a fralda tem cocó a transbordar para a roupa. Este sim seria o título adequado à fase que ela anda a passar. Adicionalmente a editora poderia lançar o livro “Até as princesas fazem cocó a dormir!” que iria descrever a história de uma menina que para fazer cocó à hora da sesta, não precisava de acordar, apenas fazia e continuava a dormir, evitando assim sestas de cinco minutos… E ainda “ Até as princesas cheiram a cocó!” onde após a mãe dar um valente banho à princesa, ela fazer cocó e o cheiro ficar tão entranhado que a única solução será um novo banho. Por último, podiam editar o livro "Até as princesas gostam de estar limpas para fazer cocó!" e este retrata o dia-a-dia de uma princesa, que para fazer cocó, precisa primeiro que a mãe lhe ponha uma fralda limpinha. Aí sim, está preparada para fazer cocó e estragar duas fraldas seguidinhas.

Bom, estive para aqui a divagar, mas o que eu queria mesmo dizer era que cinco minutos após ela ter o livro novo nas mãos, a primeira coisa que fez foi destruir a primeira página. Já a colei com fita-cola e o livro está guardado para a altura em que ela estiver na fase de deixar a fralda e começar a usar o penico.

Boa noite.

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor