Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Declaro aberta a época oficial dos badochas...

... que amam figos! Ou seja, eu!

Pensavam vocês que a época da engorda era no Natal ou na Páscoa ou nas festas... Não! A época oficial da engorda é agora!

Não dá para resistir a um muitos figo fresquinho acabadinho de apanhar, daqueles mesmo fofinhos, a pingar o mel, com uns rasgões brancos e bem sarapintados, bem feinhos, mas que nos levam ao céu de tão saborosos que são. Daqueles que nos deixam os dedos peganhentos cheios de leite de figo e os lábios a pegar tanto, que parece que lhe colocámos super cola três, que nem lavado com água sai… Correr a Figueira toda só para colher os melhores e encher a barriga até não dar mais...

Declaro aberta a época oficial dos amantes de figos. Que encham a barriga antes que chegue a chuva…

figos.jpg

O último dia de férias

As férias passaram-se num ápice. Ontem pensei que hoje ia descansar e aproveitar o meu último diazito de férias sem bebé em casa. Ora vejamos o meu grande descanso:

- Acordei cedo, esperei, esperei, esperei e tive que acordar a piquena para ir para a creche!
- Estendi uma máquina de roupa
- Aspirei a casa e lavei o chão para a B não andar com os joelhos encardidos de surro…
- Arrumei as gavetas da papelada (recibos, talões de desconto do ano passado e por aí fora!)
- Arrumei as gavetas da cozinha
- Arrumei as gavetas dos medicamentos e levei os que já não utilizo à farmácia
- Arrumei uma gaveta cheia de pilhas sem carga e levei-as para a reciclagem
- Arrumei o frigorífico
- Fui ao dentista

Cheguei a casa e ainda tenho para fazer:

- Colocar uma máquina de roupa a lavar (roupa das férias)
- Arrumar a gaveta de papéis da farmácia para o IRS e papéis de garantias.
- Encontrar um sítio para levar óleo da fritadeira das batatas.
- Arrumar a gaveta das cuecas que está um horror
- Arrumar a gaveta das meias que já nem fecha
- Passar a roupa toda das férias
- ...

Ahhh desisto! Vou só ali descansar meia hora e não faço mais nada no meu último dia de férias!

E já agora as nossas férias foram boas. Ficam algumas fotos que coloquei no instagram...

fériasRosaAffair.jpg

Agora perdeu-me o miminho...

O doudou ou miminho no qual investi um post há umas horas (tal era a sua importância) perdeu-se* esta noite na marginal de Sesimbra! Estão a ver porque é que estou acordada a estas horas?!

Se alguém o encontrar (e de certeza que um dos cinco leitores do blog andou por Sesimbra esta noite) que mo diga por favor.

Bahhhaaah... Onde é que eu vou arranjar baba para empregnar o outro boneco com o cheiro dela?

DSC_7557_peq.jpg

 * perdeu-se deverá ler-se "a minha querida filha mandou-o fora sem eu ou o pai repararmos!"

Por vezes são os outros que incomodam mais...

Os dois primeiros parágrafos deste texto são o que se passa esta semana por aqui. Vim de férias, mas as birras não ficaram em casa.

Quando as birras são em casa nós até as conseguimos controlar. Normalmente ignoro-a e afasto-me um pouco até ela parar de gritar e espernear e depois calmamente vou falar com ela.

Mas como controlamos uma birra de um bebé de 14 meses fora de casa?

Eu sou uma mãe que fica muito embaraçada com pouca coisa, seja pela birra do filho ou pelo comentários dos outros, tudo me embaraça.

Estou de férias e no início da semana fui jantar fora a uma hamburgueria gourmet. Achei que sendo uma hamburgueria a coisa era rápida e não haveria birras! Errei, estes nossos filhos têm uma capacidade impressionante de nos surpreender. Chegámos e o empregado / dono disse-nos que só havia uma mesa de seis onde nos poderíamos juntar a senhora e uma rapariga (ficámos com um intervalo de duas cadeiras entre elas). Assim que nos sentámos e após pedir o jantar, a princesa começou a fazer birra. E a birra passou por ela começar a gritar e a espernear sentada no carrinho. Foi coisa que demorou cinco minutos e eu já estava a ficar embaraçada. Entretanto lá a consegui acalmar à minha maneira. Não me orgulho da maneira como o fiz: tive que lhe mostrar um vídeo! Nisto a miúda tinha acabado de se calar e chega-se o senhor ao pé das senhoras do lado e pergunta-lhes se elas querem mudar de mesa para a sala de baixo porque o bebé está a fazer muito barulho… E eu a ouvir. Ignorei. As senhoras disseram que estavam bem e o dono afastou-se. Passados cinco minutos vem novamente o senhor que traz um balde de batatas fritas e oferece-o às senhoras e diz ser recompensa de nos ter deixado sentar… Respirei fundo, coisa que agora também faço com frequência para não me passar dos carretos e apeteceu-me ir embora e deixar o pedido a meio. O dono desta hamburgueria estava tão incomodado e com medo que ela começasse outra birra com tantos clientes que se chegou ao pé de mim e perguntou se o bebé já comia batatas fritas que ele oferecia uma caixinha para ela se entreter… Respirei fundo outra vez. Disse que não e ele perguntou-me se eu queria sopa. N-Ã-O, não quero sopa, ela já comeu sopa em casa. Insistiu e acabei por aceitar o raio das batatas.

Controlar uma birra a uma bebé de 14 meses em público não é fácil. Não a consigo ignorar até que a birra acabe. Levá-la para outro sítio e tentar ter uma conversa com ela também não está a resolver o assunto. Até posso falar com ela e falo mas não estou a ser bem-sucedida.

Sei que com o tempo vai melhorar e só ir tentando, mas as pessoas em nosso redor também podiam deixar de nos embaraçar. Para isso já bastam os nossos filhos.

 

Pág. 1/7

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor