Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

O Bastos abusou ou foi só impressão do Costa?

O meu marido não me deixa ver o Game of Thrones porque quer ver “A culpa é do Ronaldo”! Isto do EURO 2016 é um "big deal" para ele. Como consequência eu também vejo e confesso que até acho o programa engraçado. Já o Pinto da Costa não pode dizer o mesmo. Ontem deram forte e feio no senhor e ele e a sua equipa de indiganos já apresentaram queixa. Eu gostei ☺ (da imitação do Bastos)

 

Luís Franco-Bastos imita Pinto da Costa - A CULPA É DO RONALDO
Luís Franco-Bastos imita Bruno de Carvalho - A CULPA É DO RONALDO
Luís Franco-Bastos imita Paulo Bento - A CULPA É DO RONALDO

Tão esquisitinha #1

A minha filha tem atitudes que em tudo indicam que ela vai ser do mais esquisitinho que pode haver. Ora vejamos:

 

- Não pode ter um totó na cabeça na hora das refeições, porque ao encostar a cabeça à cadeira, o totó estorva-lhe e não se consegue encostar totalmente. Ainda não a sentei e já me está a pedir para lhe tirar o totó.

 

- Adora sopa! Pede sopa! Devora sopa! Qual é a criança de dois anos que pede para comer sopa? Mas a sopa tem que ter "entulho" e tem que ser liquida. Nestas condições até pede mais. Agora, se a sopa tiver o caldo mais grosso, esqueçam, come três colheres e chega. Deixem-me cá bater três vezes na madeira para ver se isto não lhe passa.

 

- É uma picky eater. Com dois anos existem n ao cubo alimentos que ela nunca experimentou só porque a textura não lhe inspira confiança. Mas já lhe consegui enfiar cerejas no bucho. Até fiquei parva, já que ela não come outra fruta a não ser banana, maçã e pedacinhos de pêssego que tem que ser maduro e saboroso. Já a laranja, espreme-a mas pouco ou nada come. Um dia deste ela bebeu um gole do meu ice tea! Desculpem, mas tive que lhe bater palmas, não para ela beber mais ice tea, mas para a incentivar a provar coisas novas. Nunca tinha bebido outra coisa a não ser água e leite… Nunca comeu um doce, exceto bolachas maria e línguas de gato.

 

- É super desconfiada principalmente com coisas que fazem barulho do nada. Tem um Nenuco Baby e não lhe pega só porque faz barulho. Tem um bebé que chora e foge dele a 7 pés. Só há pouco tempo, desde que comecei a chamar ao boneco bebé Antónia é que consegui que ela se risse para ele, mas não lhe toca. Tive que tirar a música do bacio porque ela ganhou um trauma.

 

- Não pode ter o nariz sujo. Corre para mim a dizer "mãe ganhoca ranhoca" e enfia os dedos no nariz, para a ranhoca não sair, até eu o limpar.

 

- Tem uma fixação pelos soutiens da mãe. Eu visto-me à frente dela e às vezes até tomo banho com ela (sorry para quem não é adepto). Ela aponta para mim e diz mamocas. E depois de vez em quando agarra nos meus soutiens sem eu dar por ela e vem ter comigo com eles na mão e diz “mãeee o ian”.

 

- Raramente precisei de usar babetes para a baba. Não sei explicar, mas a minha pequena raramente se babava. Tenho n babetes que nunca usei. Raramente precisei deles. Só me lembro dela precisar babetes quando andou com uma virose chamada mãos pé boca ou qualquer coisa assim. Eu é que quase que entrei em depressão que nunca a tinha visto assim com tanta baba e tão assada à volta da boca.

 

- Não dorme no carrinho. Pronto, esta vocês já sabem. Há uma rubrica aqui no blog só para este tema.

 

- Não gosta de estar apertada. Como consequência não gosta de colo (nem o da mãe), nem de mimos! Aproveito todos os momentos que ela me deixa para estar um pouquinho com ela ao colo. Ao domingo normalmente vamos almoçar fora e nas raras vezes que ela adormece no carro e eu a trago ao colo farto-me de lhe dar beijinhos. O meu marido farta-se de gozar comigo.

 

- Nunca pegou na chucha. Consequência dedo na boca é que é bom.

 

E com isto acho que fiz um resumo de que vou falando pontualmente aqui no blog. É tão esquisitinha a minha filha. Mas à velocidade que o tempo passa, estas esquisitices vão passar-lhe depressa. Ainda vou ter saudades.

Vou dormir. Boa noite!

Desde que fui mãe, o meu sono mudou completamente. Nunca fui de dormir até muito tarde, mas habitualmente adormecia e só acordava no outro dia. Tinha um sono descansado e acordava pronta para mais um dia de trabalho ou descanso, no caso de ser fim-de-semana. Assim que a minha filha nasceu tudo mudou. É certo que nos primeiros meses o nosso sono fica descontrolado. Mas assim que ela começou a fazer as noites, eu deveria ter voltado ao normal, mas não consegui. Fiquei com sono de passarinho. Qualquer coisa me acorda ou eu acordo mesmo que não seja nada. E assim fiz rotina. A meio da noite acordo e lá fico eu, de pestana aberta, até o sono voltar. Às vezes levanto-me, outras não, às vezes vou tapá-la, outras não, às vezes ganho insónias, outras não. Não suporto ouvir o meu marido a ressonar: não consigo adormecer novamente. Já cheguei ao ponto de vir dormir para o sofá da sala porque não conseguia adormecer com aquele som repetitivo do ressonar. Nada disto me incomodava antes. Agora, com esta mania de acordar a meio da noite, até o gato ganhou a rotina de acordar também todos os dias mais ao menos à mesma hora. E se eu não acordo ele faz questão de passar as patas na minha cara para eu acordar. Irrito-me com ele, mas na realidade eu é que lhe coloquei este habito. Acordo com umas olheiras enormes. Por vezes, acordo com a sensação que me passou um camião por cima, pois não durmo um sono descansado.  Sono esse que sei que é pessimo, já o tinha dito aqui.

13450985_901336369995227_2698128978060866710_n.jpg

Não sei a fonte da imagem. Tirei-a do facebook.

Pág. 1/5

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor