Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Nascem para nos fazer prometer coisas

Estes miúdos, tão pequeninos, enganam-nos com uma pinta que não dá para perceber. Muitas vezes após a miúda ter estado uns dias doente, vejo-me aflita por perceber se aquelas birras que anda a fazer ainda estão relacionadas com o "estar a recuperar da doença", ou se são apenas uma grande fita para não fazer as coisas que mando.

 

Mas nós pais, se prometemos alguma coisa e não cumprimos, somos logo apanhados a por o pé na poça. Ou pelo menos eu sou. Muitas vezes a minha filha pede-me qualquer coisa e a minha reposta é "Eu amanhã leio" ou "Eu amanhã faço" ou "Eu amanhã levo-te" ou "Só amanhã". E no dia a seguir, ela lá está, no sitio à hora marcada para me cobrar o que prometi. É impressionante… E irritante às vezes.

Isto acontece principalmente quando a deito. Muitas vezes ela pede-me qualquer coisa e eu respondo que amanhã fazemos. Quando fecho a porta do quarto já venho a rezar para que ela se esqueça da promessa, mas nunca sou bem-sucedida.

 

Mother-And-Son-Quotes-19.jpg

Imagem daqui

Dia do Pijama 2017

É já na próxima segunda-feira, dia 20 de Novembro que se realiza o Dia Nacional do Pijama. Um dia educativo dedicado às crianças até aos 10 anos de todo o país, que poderão ir vestidas de pijama para as escolas. Nesta altura do ano, já todos devemos ter em casa a famosa casinha para os donativos que fazem parte da componente solidária a ser enviada pelas escolas ao Mundos de Vida.

E para que todos vão bonitinhos de pijamas para a escola, aqui ficam um modelitos diferentes:

Dia do Pijama 2017.png

 

1. Pijama Menino Zippy

2. Pijama Menina La Redoute

3. Pijama Bebé Menino Zippy

4. Pijama Bebé Menina Vertbaudet

5. Pantufas Bebé Menina Zippy

6. Pantufas Bebé Menino Zippy

8. Pantufas Menino Patrulha Pata La Redoute

9. Pantufas Menina La Redoute

 

Fica ainda o video Dança-Canção da Missão Pijama 2017 | Mundos de Vida:

 

Mas para onde foi o dinheiro?

Tenho uma aplicação com o qual giro o meu orçamento familiar. Desde que comecei a registar todos os movimentos na aplicação (e já foi em 2013) que consigo perceber ao pormenor para onde vai o dinheiro que ganho.

É verdade, manter a aplicação atualizada, dá trabalho, mas também é verdade que se não o fizesse, teria uma ideia completamente diferente da gestão do meu orçamento familiar.

 

Se com isto poupo mais? Não. Poupo o mesmo, mas sei precisamente ao cêntimo onde gasto o dinheiro. E sei precisamente onde o dinheiro é mal gasto. Mais à frente vou falar-vos de alguns pontos que aprendi ao utilizar esta aplicação e de como eu tinha uma noção completamente diferente do que é a realidade. Por vezes pensamos que as fatias maiores são as despesas fixas mensais, como casa, creche, luz, água, gás, etc, mas não é bem assim. Vou começar por um exemplo prático de como o nosso orçamento pode derrapar sem nos apercebermos:

 

Comprar uma saia para a miúda ir jogar o Halloween.

Este ano, pela primeira vez em três anos, comprei uma saia preta, que me despertou a atenção numa montra, para a miúda brincar no Halloween. No momento em que entrei na loja ia decidida em comprar apenas a saia.

green-check-mark_peq_1.jpg

Saia 14,90€

Até seria um Halloween moderado em termos monetários. Experimentei então a saia à miúda e percebi que se tivesse frio, ela não poderia ir para a escola só de saia. Então pedi uns collants. Não havia. Está bem então levo umas leggings pretas, que faz o mesmo efeito e dão para vestir no dia-a-dia.

green-check-mark_peq_1.jpg

Leggings 7,99 €

No fim das leggings, pedi para me deixarem ver uma t-shirt meia punk que dizia qualquer coisa como "Queen of Rock & Roll" que ficava bem com a saia. Hum levo também.

green-check-mark_peq_1.jpg

T-shirt 9,99 €

 

Não sei se estão a ver onde quero chegar, com esta coisa do dinheiro mal gasto e de não sabermos onde gastamos o dinheiro. Continuando…

 

Ainda nesse dia passei no shopping pois a miúda queria apenas ir andar no escorrega e vi numa montra uma bandolete com umas orelhas de gato que ficava um must no fato. Para concluir em grande, passaram-me uns collants pretos pela vista, as tais que não havia na primeira loja. Como só havia pack de duas, lá vieram dois collants.

green-check-mark_peq_1.jpg

Bandolete 4.99€

green-check-mark_peq_1.jpg

Collants 12.99€

 

Hoje quando estava a colocar as minhas despesas na aplicação, foi quando percebi de imediato que o Halloween saiu-me caro. O que eu pensei que não deveria ultrapassar uns vinte euros, deu imaginem:susto-.jpg

 

green-check-mark_peq_1.jpg

Saia

14.99€

green-check-mark_peq_1.jpg

Leggings

7.99€

green-check-mark_peq_1.jpg

T-shirt

9.99€

green-check-mark_peq_1.jpg

Bandolete

4.99€

green-check-mark_peq_1.jpg

Collants   

   12.99€

 

Total

50,86€

 

 

E é mais ou menos isto que acontece com todos nós, nestas e noutras áreas e no final do mês lá nos perguntamos: Mas para onde foi o dinheiro? Ficam então algumas coisas que aprendi com o facto de registar as minhas despesas diárias numa aplicação:

 

- Inicialmente temos que obrigatoriamente fazer registos diários, pois o nosso cérebro ainda não está treinado para este tipo de gestão e facilmente nos esquecemos onde gastámos o dinheiro que tínhamos na carteira.

- No fim de alguns meses a fazer este tipo de registo diário, já é mais fácil lembramo-nos onde gastámos o dinheiro e já conseguimos apenas fazer registos semanais.

- Começamos a ter menos dinheiro na carteira e a usar mais o multibanco, pois é mais fácil ver no extrato do banco onde gastámos o dinheiro.

- Quanto mais dinheiro temos na carteira (notas e moedas), mais gastamos em coisas inúteis.

- Muito facilmente conseguimos duplicar o limite de € definido para gastar mensalmente em jogos da sorte (Euromilhões, Totolotos, Lotarias e afins) sem darmos conta. Basta olhar para a fatia no final do mês e ver que aqueles jackpots nos tramaram o orçamento.

- O "ir almoçar ou jantar ali qualquer coisa" (comida de shopping), pode-nos custar uma grande fatia no nosso orçamento mensal.

- O tabaco é uma dor de carteira sem fim à vista.

- Épocas como Natal, Páscoa, Passagem de ano, Férias, Dia do Bolinho, etc, custam-nos caro. Mas com esta aplicação sabemos precisamente quanto gastamos em cada coisa.

- Os presentes de aniversário para as festinhas dos amiguinhos da escola também custam caro.

- Os cafés que bebemos saem-nos mais caro do que nós pensamos.

- Dinheiro em portagens, estacionamento e arrumadores de carros existem e são reais. Não os ignorem.

 

Com o uso deste tipo de aplicações para gerir o vosso orçamento familiar, irão perceber que o que digo não é em vão. Por hoje é tudo. Num próximo post irei dar destaque há aplicação que uso que é grátis e tem versão desktop e mobile.

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor