Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Agora digam-me como é que vou conseguir fazer o raio do exame?!

Grávida com uma pança prestes a rebentar, já na fase de andar aflitinha para ir à casa de banho e ao lá chegar só faço um pinguinho, eis que há cerca de três semanas atrás este tempo de cocó pôs-me, para não variar, cheia de tosse. E pronto, o "estado de desgraça" voltou e estou a ver que desta vez o famoso "estado de graça" que tanto falei e senti na primeira gravidez não vai acontecer de todo…

 

Vejamos o quão decadente esteve e ainda está esta grávida:

 

Tosse de minuto a minuto que não deixava parar nada no meu estômago de passarinho. Umas litradas de soro no hospital, que basicamente não faz nada a não ser hidratar. Para aliviar a tosse nada e com a médica a alegar que não era motivo para no outro dia não ir trabalhar. Lá fui eu (que remédio) trabalhar no dia seguinte, onde depois do almoço decidi por vontade própria pedir ao chefe dois dias de férias para me curar, que era mesmo impossível parar de tossir e consequentemente uma incontinência desgraçada… Um pouco melhor, mas ainda não totalmente curada, decidi voltar ao trabalho numa sexta. Agravei a tosse em 50% nesse dia. Fim de semana de xarope de cenoura, chá de mel e limão, chá de nabo, cebola no quarto, banhos de vapor e mais 500 mil mixórdias e pouco ou nada melhor. Segunda fui trabalhar, terça desisti de ir trabalhar e fui ao médico e à obstetra, já não conseguia parar de tossir outra vez. Pedi mais três dias de férias para me curar, visto que nada se pode tomar para a tosse. Raios parta isto.

 

Esta semana voltei ao trabalho (quase) curada. Ainda tenho tosse. Com tudo isto, esta semana estou no limite para fazer o exame da tolerância à glicose. Hoje de manhã lá fui eu, já sabia para o que ia. Já o tinha feito uma vez.

 

Quando entrei, avisei a técnica que tenho um pouco de tosse e um estômago de passarinho que funciona tipo red bull. Tudo o que lá cai ganha asas e voa cá para fora… Pouco quis saber. Deu-me o copo com a mixórdia e repetidamente dizia "tem que beber isso em cinco minutos", não me deixou sair da sala, nem respirar. E eu a avisar "não me pressione, já lhe disse que tenho tosse", "mas já estão a passar os cinco minutos, beba isso" dizia ela. E pronto, bebi e zás, 2 minutos depois, tudo cá para fora.

 

Do mais frustrante que pode acontecer a uma grávida é não conseguir fazer o exame da glicose à primeira… e continuo com tosse… E tenho que ir repetir o exame com tosse…

 

Bom, com tanta merdinha que inventam, já podiam ter arranjado forma melhor para identificar os diabetes gestacionais. Algo que substitua a porcaria deste exame.

 

Hoje estou em dia deixem-me-dizer-asneiras-que-tou-mesmo-lixada-com-isto!

It's a baby ...

boy or girl_1.jpg

Tudo começou de uma forma diferente do que estava habituada. A primeira ecografia revelou que estava perante uma gravidez diferente da primeira. Sendo que já não é a primeira vez que ando nestas andanças, assim que aparece a imagem da ecografia no monitor, o meu coração disparou. Vi duas "bolas brancas" ao qual associei imediatamente dois sacos amnióticos… Estava sozinha, tinha dito ao meu marido que não era preciso ir (qual era a necessidade?), afinal era só para confirmar o resultado do teste de gravidez e dar inicio à papelada

Perguntei à doutora – são gémeos? Ao qual ela me respondeu – seja o que for, vou ser honesta, não consigo identificar nenhum coraçãozito a bater. Terá que voltar para a semana para nova eco e ver o que vamos fazer – Não lhe quero dar muitas esperanças. Raio! reagi eu.

 

E foi assim que começou, torto.  

 

Passei uma semana com uma sensação esquisita, até que voltei e desta vez levei o marido, não fosse ter mais surpresas. Nova eco e a cara da doutora desta vez era diferente – afinal sempre há um coraçãozito a bater. Mas é isso, um, o outro nem por isso. E tive que passar mais um mês de ansiedade até chegarmos à conclusão que um dos bebés estava a desenvolver-se normalmente e o outro não se desenvolveu mais. Daí a minha ausência por aqui acerca do assunto gravidez.

 

Só nesta última ecografia, em que soube o sexo do bebé, é que descansei e me descansaram. Finalmente ouvi – está tudo a correr de forma normal. O bebé está bem e recomenda-se. Estou a meio da gravidez, o segundo saco já foi completamente absorvido, sendo que já não há vestígios dele. O outro bebé mexe-se como ninguém. Eu continuo a mesma grávida enjoada de sempre . O meu estômago é que manda na minha vida e acaba por ser ele a tomar várias decisões por mim.

 

Agora a parte interessante. Eu sei, fui má e fiz-vos ler esta treta toda, apenas para anunciar que vamos continuar a ser rosa – é uma menina. Nem um toquezinho de azul neste blog em 2017.

 

Se calhar vamos passar a ser Rosa - Choque - Affair

 

Who knows?

 

Imagem daqui

 

 

 

 

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor