Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Cantem-me os parabéns que eu estou pronta para apagar a vela...

Queridos leitores:

Hoje vai ser uma festa! Completo um ano de vida. Deixei de ser recém-nascido e passei a ser bebé. Continuo rosa mas com esperança que um dia possa ser um pouco mais azul.

Neste último ano muito por aqui se falou. Apesar deste blog ser virado para a minha experiência de totó na maternidade, a minha preferência sempre foram as minhas lamechices. Não passo um dia que não me ria de mim própria. Vida sem alegria não é vida e rirmo-nos e admitir os nossos próprios erros ajuda a superá-los.

Agradeço às vinte mil dez pessoas que por aqui passam todos os dias, que nos seguem nas redes sociais e que deixam o seu testemunho.

Quero também dar uma palavrinha ao Sapinho. Quando cheguei por estas bandas entrei logo a matar, mas tu (posso tratar-te por tu?) não te deixaste intimidar. Good boy! Sei que és guloso, mas eu pouco ou nada escrevo sobre chocolate. Ainda assim estiveste junto de mim nestes momentos. Num deles quase me colocaste numa depressão profunda de tanta discórdia que causei. Fiquei rotulada de rica. Que assim seja, rica por um dia, rica para sempre (nem que seja em amor).  

A todos os meus leitores, e com um carinho especial à leitora de Viseu que todos os dias pequisa por mim no tio google, vocês são os maiores. Haja paciência para me aturar (pelo menos é o que o meu marido diz).

Sendo assim, cantem-me então os parabéns que eu apago a vela…

happy-birthday-cupcake-candle.jpg

 

 

Parabéns a você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida…

 

 

 

(Pronto já estou a exgerar)!

 

-- Como prendinha aceitam-se seguidores no Facebook e no Instagram. --

Imagem daqui.

Sou a mãe perfeita!

Andava eu na minha vida quando reparei que a Chicco lançou uma edição limitada toda fofinha de Biberões Natural Feeling e Chupetas Physio Comfort Azul e Rosa. No meu tempo (que foi há cerca de 15 meses) só havia em branco e servia bem. Mas se houvesse em rosa, seria rosa que eu compraria.

1437658024606.jpg

Bom, isto recordou-me dos momentos de recém-nascida da minha filha e de como eu era sou uma grande totó. Quando tive necessidade de começar a dar-lhe o biberão, comprei precisamente o Natural Feeling da Chicco. Não sei se sabem mas, o biberão vem com um manual de instruções. Eu li-o a atravessar. E toca de esterilizar o biberão e a dá-lo ao bebé.

biberão chicco.png

 

Eu sempre achei estranho o raio do biberão não ser igual dos dois lados! Mas como a miúda nunca se queixou e não era bebé de cólicas, nunca me preocupei em perceber o porquê, adotei uma posição e assim bebeu o leite até aos 3 meses. Um dia andava eu a passear quando se aproxima uma mãe à minha beira e me diz que eu estava a dar o leite à miúda com o biberão ao contrário (assim como está na imagem do lado)!

 

Eu vermelha que nem um tomate, rematei – ah ela bebe de qualquer maneira. Mas não! era eu mesmo que lho dava ao contrário. Assim que cheguei a casa fui varrer o site da Chicco e lá estava a razão do porquê termos de dar o biberão na posizione corretta, que é que está na imagem abaixo.

biberão chicco correta posição.png

Fiquei com remorsos nos quatro meses seguintes, mas agora que já passou, já consigo falar abertamente do assunto e de como fui tão totó em não me informar! Andei enganada até apanhar uma vergonhaça porque sou uma mãe perfeita...

Será que seria importante eu pesquisar que a Chicco é uma marca italiana? foi o que me deu a entender no vídeo que vi, mas não tenho a certeza! ah!

Imagens daqui.

Armei-me em chefe Ramsay

Há muito tempo, ainda desde os primórdios do Hell’s Kitchen que o chefe Gordon Ramsay aliciou-me a idolatrar com os olhos a sua especialidade: O Bife Wellington.

Foi então que a minha pessoa, que poucos ou nenhuns dotes culinários possui, interiorizou mentalmente que um dia iria colocar o avental branco e colocar as mãos na massa oferecendo um jantar cuja entrada (não fosse o prato sair mal) iria ser um delicioso Bife Wellington.

O bife saiu maravilhosamente bem, talvez porque a carne era excentricamente boa, que nem me deram tempo para eu tirar uma foto.

Bom, mas antes do jantar propriamente dito precisei de preparar bem a receita pois não queria fazer uma mixórdia qualquer.

Pesquisei uma receita e vi dezenas de vezes uns vídeos no Youtube com o chefe a fazer o Bife.

Comprei os ingredientes todos no supermercado, exceto o lombo de vaca, pois não havia.

beef-wellington1.jpgImagem daqui

Tive que ir a um talho…

E aqui começa a minha aventura. Primeiro cheguei ao talho tarde e a más horas. Saí atrasada do trabalho e cheguei mesmo na hora que estavam a fechar a porta. Mas lá me deixaram entrar. Como fiquei agradecida à senhora por me ter deixado entrar, não queria atrasá-la e portanto não fiz muitas perguntas.

A senhora atendeu-me e perguntou o que eu queria:

- Quero lombo de vaca.
- Tenho ali um mesmo bom, vou buscar – diz a senhora.

Eu como não pesco nada de carnes, quando a senhora voltou, pareceu-me que trazia um bocado de carne de vaca normalíssima.

- Este lombo é mesmo bom, ainda há pouco veio aqui uma cliente importante e levou um bom pedaço. É para fazer no forno? – Pergunta a senhora.
- É, disse eu. Mas primeiro vou passá-lo na frigideira.
- Ah vai selá-lo? – Perguntou ela.

Selar? pensei eu, que raio será isso?! Mas para não me fazer de ignorante (afinal ia fazer um bife Wellington) disse – Sim sim, vou selá-lo.

- Pois, vê-se que a senhora já fez isto muita vez! Já sabe para o que vem… – continuou.
- Sim, sim já fiz várias vezes (mentira…) – disse eu.

A senhora continuou com o seu blábláblá, e que esta carne é muito boa, é lombo Mirandez e a dar a entender que só o pessoal finório é que a comprava e eu comecei a estranhar a conversa. Até que me lembrei:

- Então e quanto é o lombo de vaca ao quilo?
- São 39,90€!!!!!

Nesta altura já a senhora me tinha cortado um bocado enorme… Eu para não dar a parte fraca engoli a seco e rezei para que o bocado que ela me cortou tivesse umas 700 gramas.
Ela pôs a carne na balança e vi que os números só não pararam nos 700 gramas como subiram até 1,500 Kg. Benzi-me mentalmente umas 100 vezes à espera que a senhora me dissesse quanto era…

- São 59,90€!!!

Respirei fundo, abri a carteira, chorei as minhas três notas de 20 euros que estavam guardadas para as férias e a quase com uma lágrima no canto do olho entreguei-as e recebi 10 cêntimos de troco. Ainda pensei: - Devia pedir fatura com número de contribuinte! Ah deixa lá... Os ricos não colocam número de contribuinte nas despesas do talho (se calhar parece mal)...

- Boa tarde e obrigada, vai muito bem servida – Termina a senhora…

Bom! É nisto que dá tentar reproduzir o que é feito por um chefe. Pelo menos ainda sobraram 10 cêntimos para comer uma pastilha nas férias.


P.S. Não me batam pela a minha ignorância na cozinha. Agora já sei o que é selar a carne...

 

Quando trocamos o Game of Thrones pelos Jardins Proibidos!

Existiu uma época na minha pacata vida em que apenas tinha acesso a 4 canais de televisão! Já lá vão uns 15 anos… Nessa altura jantávamos à hora do jornal da noite e depois começavam as novelas. Só tínhamos de escolher o canal e ver uma. Não havia alternativa. Quer dizer, haver havia a RTP2, mas realmente não era muito melhor.

Pois bem, nessa altura eu vi os Jardins Proibidos! Faz agora 15 anos. Sim! vi os Jardins Proibidos porque não tinha mais nada para ver. Sim, vi porque vi e pronto!

Entretanto os anos passaram, a vida mudou, as coisas evoluíram, as rotinas alteraram-se e bye bye novelas. Felizmente… Até precisamente ao ano 2014! Ano em que vi uma publicidade que dizia que os Jardins Proibidos iriam voltar! E eu esperta, comecei a seguir a novela.

Foi o maior erro da minha vida!

A novela começou precisamente no dia 8 de Setembro de 2014 e passados 6 meses pensei eu que a novela já estava a durar muito e que entretanto deveriam passar os últimos episódios. Fiquei feliz “Isto está quase a acabar” e já posso voltar a ver a Guerra dos Tronos e a seguir as minhas séries preferidas…

O que é certo é que tenho passado uns serões miseráveis desde então! A porcaria da novela continua e continua e continua e as minhas noites são cada vez mais miseráveis… Se eu tivesse um gráfico que representasse as minhas noites em relação à minha qualidade de vida desde que começou a novela, seria este:

gráfico.png

Enquanto os meus colegas de trabalho falam do Breaking Bed, do Game of Thrones e do The Walking Dead, eu penso como os meus serões são infelizes devido à caca desta novela que nunca mais acaba e que ainda por cima tem episódios especiais de duas horas, tempo esse que dava para eu ver 4 episódios do The Big Bang Theory!

Só para dizer que esta novela está quase a ser responsável por um divórcio! Nesta casa apenas há uma televisão e quando alguém vê uma coisa, veem todos!

Shame on me!

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor