Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

A vida de mãe #1 - pequeno almoço

As últimas 14 semanas têm sido muito divertidas na hora das minhas refeições #sóquenão.

 

Pequeno-almoço:

 

Sou a primeira a acordar e começo por dirigir-me à cozinha para ir tratar do pequeno-almoço. Preparo o meu iogurte primeiro. Com o iogurte na mão, vou abrir o estore à minha filha mais velha, pois já estamos atrasadas para a escola! É o que faz estar de licença de maternidade e não haver horários.

 

Começo a comer o meu iogurte e a minha filha mais nova começa a ouvir barulho e acorda. Ainda não enfiei duas colheres no bucho e já a mais nova ligou o motor de arranque, vulgo começa a resmungar. Passo no quarto da mais velha trinta vezes para lhe dizer que tem que se levantar e ir à casa de banho. Ainda a mais velha não fez o que eu disse e já a mais nova está num pranto, numa birra que dá dó! E ela sabe que eu não consigo ouvi-la chorar – ninguém consegue ouvir um bebé chorar assim e não fazer nada – lá vou eu! Largo o iogurte e vou dar-lhe o biberão. Vinte minutos já lá vão e ela só bebeu metade. Quer arrotar e enquanto isso não acontecer não bebe mais nada. Enquanto espero que arrote, ao colo, posição vertical, arranco a outra da cama. Entretanto com a mais nova ao colo, por vezes no sling, outras não, arranjo o pequeno almoço à mais velha e faço-a sentar-se na mesa da cozinha a comer. Ligo a televisão para ela ver os desenhos animados. Oiço um arroto monumental. Vou acabar de dar leite à outra.

iogurte1.jpg

Terminei de alimentar a mais nova – às vezes – porque ela só bebe leite às mijinhas, agarro-a ao colo, posição vertical para arrotar outra vez e vou à cozinha e a mais velha ainda não tocou no leite! Começo a fazer chantagem – não bebes o leite desligo a televisão – e ponho os desenhos animados na pausa até ela perceber que não estou a brincar. Enquanto isso a mais nova arrotou e vou colocá-la no parque, com uma almofada de altura para ela não bolsar o leite todo. Entretanto despachei a mais velha e já estou quinze minutos mais atrasada. A mais nova começa a chorar – E ela sabe que eu não consigo ouvi-la chorar – levanto-a em posição vertical, quer arrotar mais. Arrota, bolsa sessenta de leite (escrevo por extenso para vocês perceberem a quantidade de leite que cai em cima de mim todos os dias, cada vez que a alimento). Deito-a novamente. Vou levar a mais velha à escola. Chegámos atrasadas 20 minutos. Qualquer dia é expulsa da escola. Só não é porque a mensalidade que pago dá para pagar metade do ordenado à auxiliar. Demoro no máximo sete minutos. Volto e a mais nova já está outra vez num pranto. Os sessenta de leite que bolsou deixou-a insatisfeita e tenho que ir fazer mais. É nesta altura, em que vou preparar o leite, que percebo que o meu iogurte ainda está em cima da bancada. Preparo o leite e dou-lhe, acalmo-a e tento colocá-la a fazer a sesta da manhã. E já lá vão mais 25 minutos.

 

São 11 horas e ainda não tomei o pequeno almoço.

 

Continua num próximo post, ela já acordou...

 

Imagem daqui

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor