Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Dedo Affair

A minha filha tem um caso amoroso desde que nasceu... com o dedo! Assim que nasceu a primeira coisa que fez foi colocar o dedo na boca. Não fiquei admirada pois eu infelizmente chuchei no dedo até aos 12 anos! Portanto quem sai aos seus… No entanto, fico um pouco preocupada pois sei as consequências que isto traz a longo prazo nos dentes.

Inicialmente tentei que ela usasse chucha, mas só funcionou enquanto ela não coordenava os movimentos com as mãos. Comprei chuchas e chuchas e nada. Não consegui que ela substituísse o vício do dedo pelo vício da chucha. E andar a comprar chuchas foi perder o meu tempo.

chuchar no dedo_.jpg

Já li muito sobre o assunto e chuchar no dedo (ou chucha) é uma necessidade, uma forma de consolação para o bebé, uma forma de se conseguir controlar sem ter que recorrer ao adulto e faz parte do seu desenvolvimento.

Uma vez que cortar o dedo está fora de hipótese, já ando a pensar no que fazer para que ela não chegue à idade da mãe a chuchar no dedo. Pelo que percebi e por experiência própria, colocar coisas no dedo raramente ajuda. Podemos então tomar as seguintes medidas:

- Não estar sempre a chamar à atenção. Chamar à atenção só não ajuda como faz com que a criança se centre no problema.

- Não enervar a criança com o assunto. O stress pede consolação e para isso o mais fácil é utilizar o dedo para se acalmar.

- Tentar distraí-la com brinquedos e atividades que usem as mãos.

- Quando a criança for maior, elogiá-la e recompensá-la quando ela não chucha no dedo durante um determinado tempo.

Uma das dicas que se calhar vou por em prática quando ela for maior é (retirei-a daqui):

Desenhar numa cartolina um calendário e marcar com uma estrela prateada cada dia que passa sem chuchar no dedo. Três dias seguidos dão direito a uma estrela dourada acompanhado com um presente. No caso de não termos bons resultados o importante é que os pais continuem com o teste e não demonstrem frustração à criança.

Em nota de conclusão, no meu caso já não me recordo ao certo que técnicas foram utilizadas, só me lembro de me andarem a colocar pimenta no dedo. E posso-vos dizer que não resulta. Tem que ser a criança a tomar a iniciativa e deverá que ser por aí que os pais deverão ajudar.

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor