Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

É oficial, o carrinho fica para a próxima (bebé)

Carrinho_1.jpg

Com dois anos e meio, já não há forma de a colocar no carrinho. Ou quando a coloco, chora o tempo todo. As pilhas da minha pequena não acabam. Mesmo que esteja a morrer de sono, não consegue sossegar. Não há colo, não há carrinho, nada, que a ponha a dormir fora da cama. Não é capaz de se deixar sossegar e adormecer. Na realidade com a idade que tem agora, noto que, apesar de ainda dormir uma sesta todos os dias, se eu precisar de ir algum sitio onde não possa dormir, ela já se aguenta perfeitamente. E se estiver mesmo mesmo com muito sono, fazemos uma viagem de carro. Aí não aguenta e adormece. Trinta minutos são suficientes para recarregar as pilhas. Quando pressente que vamos sair de casa, já diz que o carrinho é para o mano ou quando estamos a estacionar começa logo a relembrar-nos "carrinho não, mãe a pé!".

 

É oficial, em dois anos e meio (exceto os primeiros meses), se a minha filha dormiu cinco vezes no carrinho foi muito. Não consegui aprender a técnica. Pode ser que o próximo seja diferente. Mas na realidade não sei que técnica hei-de adotar. Acho que nenhuma, é o que for e pronto, logo se vê.

 

Vou só ali lavar a tralha toda do carrinho e já volto! I'm done!

 

#omeubebenaodormenocarrinho

Foto daqui

Hoje adormeceu no carrinho

A minha bebé adormeceu no carrinho. Não sei se estão a ver a minha felicidade. Se calhar não, visto que para a maior parte das mamãs isto são peanuts. Aqui ficam algumas dicas de como fiz para a adormecer esta bebé que fica super estimulada com tudo o que a rodeia, o que torna difícil adormecê-la.

 

theprincesssleepshere_medium.jpg

- Só a tentei adormecê-la quando vi que ela estava mesmo com sono. Se o fizesse antes iria irritá-la, e a chorar é mais difícil acalmá-la.

 

- Aproveitei que faz bem caminhar e fui dar uma volta a pé, sozinha. Posso dizer que a caminhada demorou uns trinta minutos. Mas resultou. Fi-lo sozinha porque ela precisa de ter o mínimo de estímulos possível ao seu redor.

 

- Virei o assento do carrinho para mim e deitei-o. No inicio expliquei-lhe calmamente que era para dormir. Apesar de ter choramingado um pouco, depressa lhe passou. Puxei a cobertura para a proteger do sol, pus uma fralda e expliquei-lhe que era para o sol não lhe bater na cara. Eu sei que isto da fralda não se deve fazer e, portanto, assim que ela adormeceu, tirei-a.

 

- Deixei-a apenas ficar com o que ela normalmente usa para adormecer, o doudou, para não haver distrações.

 

- Assim que adormeceu voltei para o sitio onde estava antes, com bastante barulho e ela lá fez uma sesta de uma hora.

 

Isto resultou. E por aí? Dicas há? Estou a fazer tudo errado?

Foto Daqui

A luta pelas sestas no carrinho

Parece que existem muitos miúdos por aí que pertencem ao nosso clube, sendo que deixei de me sentir tão sozinha neste mundo de luta por sestas no carrinho. Deixo-vos aqui relatos de duas mães que experienciaram com os seus filhos as mesmas situações que eu. O meu objetivo é que as mães deste país partilhem por aqui ou na página do facebook como resolveram este problema, podendo também obter aqui alguma informação:

 

"A minha bebé de 2 meses, agora está a dormir bem durante a noite e faz boas sestas durante o dia. Estou muito feliz por isso. Eu costumo estar muito tempo em casa. Ela dorme o tempo necessário para a sua idade. O problema é que ela não sabe adormecer na cadeira do automóvel ou no carrinho. Eu penso que o problema é que ela está tão habituada ao seu quarto que qualquer barulho ou distração de um restaurante ou supermercado não a deixa adormecer. Às vezes ela adormece no automóvel, mas nós vivemos numa vila pequena o que não nos dá tempo suficiente para adormecer entre o ponto A e B. Existe alguma forma de ela aprender a dormir no seu carrinho?"

 

"A Margarida costumava gritar sempre que saiamos e eu esperava que ela dormisse na sua cadeira do carro ou no carrinho.

Olhando agora para trás, eu penso que ela ficava excitada com as luzes, pessoas e coisas para olhar. Eu tentei cortar-lhe essa estimulação e comprei uma cobertura para o carrinho para que não houvesse nada para olhar e ajudou. Optei por uma cobertura de cor sólida. Em três meses ela ajustou-se. Difícil agora é que ela não durma no carrinho"

 

Na realidade sinto que a minha pequena se enquadra mais no segundo relato. Ela sempre saiu comigo para todo o lado e mesmo pequenina (a partir dos 3 meses) lembro-me perfeitamente que ela ficava excitadíssima com as luzes e com tudo o que tinha para ver e assimilar. Agora com a idade que ela tem é muito difícil colocar-lhe uma coberta para que ela durma. Já o deveria ter feito mais cedo. Portanto, acabo sempre por planear os meus dias de forma a que haja um sítio onde ela possa dormir a sesta depois do almoço. Agora já só dorme uma sesta. Se precisar de sair à noite e quiser demorar mais um pouco tenho que arranjar alguém que fique com ela.

 

#omeubebenaodormenocarrinho

baby-pram-vector-601006.jpg

O meu bebé não dorme no carrinho. Imagem daqui

Como por um bebé exausto e mantê-lo acordado até chegar à cama?

A primeira parte da pergunta é fácil. Acordar às 8 da manhã, tomar o pequeno-almoço, ir beber café e deixar a criança correr e pular por onde ela quiser. De seguida ir para a piscina até ao meio-dia. Almoçar e ir para a cama dormir uma sesta de hora e meia. Acordar e ir para a praia. Lagar a fera na praia como se a praia fosse toda dela. Correr, pular, comer areia, jogar à bola, cantar, dançar, comer areia novamente, tentar molhar os pés na água gelada, lanchar, brincar e pular novamente. Sair da praia de rastos a pedir para a sentar no carrinho (milagre! Isto nunca tinha acontecido, o cansaço é mesmo muito!). Tomar banho, jantar, ir beber café, correr a avenida toda da praia, voltar, passar pelo bar para beber uma bebida, ir para casa, vestir o pijama e ver o Timmy e o Alfa.

 

A resposta à segunda parte da pergunta é ter uma filha como a minha, que não dorme no carrinho, apesar de já estar exausta desde as seis da tarde. Após o jantar percorremos a avenida toda, tipo durante uma hora e nada de dormir. Cantava todas as músicas que lhe vinham à cabeça, gritava pelo Benfica, gritava pelo Sporting, sujeita a levar um par de estalos das pessoas que passavam por ela, gritava pelas bolas, batia palmas a todos os carros que passavam por nós e ainda fez de entertainer na avenida. Só faltava mesmo o cestinho para porem uma moedinha. Fica rabugenta e chata e insuportável, ao ponto de nós já sabermos que está na hora de ir embora, que ela já chegou ao limite. Esta miúda tem o gene da luta contra o sono bem apurado. E desde que nasceu! Não nos dá hipótese de ficar na rua nem mais um bocadinho. Nem nas férias. Juro que não me lembro da última vez que a minha pequena adormeceu no carrinho. Talvez quando ainda andava no ovo... Malandra! Esta criança tem 22 meses. Podia ser de outra forma? Podia, mas não era a mesma coisa  #omeubebenaodormenocarrinho

child-sleeping-with-stuffed-animal_wvlmby.jpg

Imagem daqui

Siga-nos no Bloglovin

Rosa Affair

Mais sobre mim

foto do autor