Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Affair

Rosa Affair

Gob Smax ou Raio de Jogo

Os fãs do Gob Smax podem ficar por aqui e voltar amanhã. Depois não digam que não vos avisei. Não vale a pena reclamar.

 

Koala-.jpg

O meu marido passou na McDonald's e trouxe uma McBox. Obviamente que a esquisitóide da minha filha não come nada destas coisas (ainda bem) e acabamos apenas por lhe dar a oferta que vem no Happy Meal.

 

Já há uns tempos atrás tinha reparado que agora a oferta era uma bola com um animal.

E foi essa oferta que vinha hoje na caixa. Ainda pensei que agora com a mania dos Pokémons, isto seria um jogo parecido. Tirei o plástico da bola e comecei a olhar para as instruções para tentar compreender porque é que o boneco abria a boca e a língua se mexia. Ei-las:

GobSmaxMacDonalds_Target_small.jpg

Olhei cinco minutos para os desenhos, e indignada, virei a folha ao contrário, na esperança que me tivesse enganado na orientação da mesma. Perceber o que quer que seja do jogo com estas instruções é como estar a ler as perguntas do Trivial Pursuit em chinês.

 

A miúda aprendeu logo, nem precisou de legendas. Mandou a bola para o chão, o boneco abriu a boca e está feita a diversão.

 

Mas, eu fiquei aborrecida, porque não consegui decifrar para que é que servem os bonecos. Fui à página da McDonald's mas não encontrei informação precisa do que é suposto fazer com eles. Acho que nem mesmo eles conseguiram perceber o que é para fazer com as bolas. Então, fui pesquisar e decidi fazer um pouco de serviço publico à minha maneira:

 

Se pensam que o Gob Smax é um jogo super-híper-mega espetacular, desenganem-se. Na minha opinião o Gob Smax da McDonald's é mais similar a uma coleção de bolas com animais mascarados em época de carnaval, em que cada um assume o que quiser do animal, visto que por baixo da bola, nem diz que animal é aquele.

 

GobSmaxMacDonalds_Instructions_1.jpg

Para jogar, coloca-se o alvo que vem com o jogo numa parede. Com a palma da mão virada para cima, agarra-se na bola fechada e a uma distância pequena manda-se a bola contra o alvo, na esperança que ela se abra. Vamos considerar que uma distância pequena é 1 metro, pois olhando para as instruções é bastante percetível a diferença entre distância correta e a distância incorreta. No entanto, se para vocês uma distância pequena são 20 metros, eu estou convosco e podem destruir o boneco à vontade que ele é rijo como tudo. Pelo menos, tentem não acertar na cabeça de ninguém.  

Depois quando o boneco abre, no céu da boca podem ver um símbolo e ganha quem tiver a bola com mais poder. É assim que se vê:

 

GobSmaxMacDonalds_Instructions.jpg

A velocidade mata o diamante

O diamante mata a cruz

A cruz mata a velocidade

A nuvem com bicos ou o que raio é aquilo mata a velocidade, o diamante e a cruz.

 

Existe ainda uma das bolas que é indestrutível, que pela lógica será a da nuvem com bicos...

 

Isto lido assim até parece que é fácil decifrar as instruções do jogo. Agora ponham alguém que nunca viu isto a tentar decifrá-las para verem o quão difícil e demorado é chegar a estas conclusões.

 

E pronto é isto. O que vale é que são crianças e imaginação não lhes falta para fazerem das bolas o que quiserem.

O Bastos abusou ou foi só impressão do Costa?

O meu marido não me deixa ver o Game of Thrones porque quer ver “A culpa é do Ronaldo”! Isto do EURO 2016 é um "big deal" para ele. Como consequência eu também vejo e confesso que até acho o programa engraçado. Já o Pinto da Costa não pode dizer o mesmo. Ontem deram forte e feio no senhor e ele e a sua equipa de indiganos já apresentaram queixa. Eu gostei ☺ (da imitação do Bastos)

 

Luís Franco-Bastos imita Pinto da Costa - A CULPA É DO RONALDO
Luís Franco-Bastos imita Bruno de Carvalho - A CULPA É DO RONALDO
Luís Franco-Bastos imita Paulo Bento - A CULPA É DO RONALDO

Os nossos pensamentos estão online

Estamos numa era em que nem os nossos pensamentos estão a salvo. Nós transmitimo-los diretamente para o mundo. Não somos capazes de viver sem o mundo digital e isso além de nos transmitir muita informação, também nos coloca numa situação muito vulnerável.

 

Quantos de nós, quando temos uma coisa em mente, mesmo que seja só nossa, a primeira coisa que faz é digitá-la num motor de busca à espera que ele nos dê todas as respostas ou pelo menos nos encaminhe para uma possível solução? Todos. Todos o fazemos…

O nosso espanto quando por acaso pesquisamos por férias e de repente é só ofertas de férias em cada janelinha de cada página que nós visitamos. E até dá jeito. Olha que promoção tão jeitosa! O mesmo quando pesquisamos por roupa, por um presente, por carros, por receitas, por relógios, por telemóveis, por tudo. Aquele vestido que cliquei ainda há cinco minutos no site da Spartoo, agora persegue-me por todo o lado! Como é que é possível?

O que acontece é que cada palavrinha está a ser registada e será processada para ser utilizada em publicidade direcionada.

 

Se consultarem a página do Adsense, que é um serviço que gere a publicidade do Google, eles têm uma parte que diz:

 

"Podemos exibir anúncios para você com base em muitos fatores, incluindo:

Tipos de websites que você acede e aplicativos para dispositivos móveis que possui no seu dispositivo;

O cookie da DoubleClick no seu navegador e suas configurações de anúncios;

Websites e aplicativos que você acedeu e que pertencem a empresas que anunciam no Google;

Sua atividade em outro dispositivo, caso você tenha feito login na Conta do Google anteriormente usando outro dispositivo;

Interações anteriores com os anúncios ou os serviços de publicidade do Google;

Seu perfil do Google, incluindo atividades no YouTube e no Google+;

 

Nós não fazemos o seguinte:

Associar seu nome ou informações de identificação pessoal ao cookie da DoubleClick sem seu consentimento;

Associar um identificador de cookies ou tecnologias semelhantes a categorias sensíveis, como aquelas que se baseiam em raça, religião, orientação sexual ou saúde;

 

Não se assustem se enviarem um e-mail com um assunto e de repente começam a deparar-se com esse tema em tudo o que são sites que acedem. O Google também tem ferramentas que acedem ao conteúdo dos nossos e-mails e através de algoritmos calcula que anúncios nos deverão ser mostrados.

Conforme há o Google, há outros a fazer isto, e talvez muitas pessoas à caça de dados muito importantes como pins, números de cartões de crédito, logins, passwords, etc etc… Nem nos vossos pensamentos deverão enviar um e-mail com estes dados a ninguém, nem digitá-los num chat tipo o chat do facebook ou mesmo no skype!

 

Esta era do digital começa a assustar. E é o que neste mundo está a evoluir mais rapidamente. Quando me vejo daqui a 30 anos, penso numa aplicação tipo Google Life a dizer-me "você está aqui", "esta é a sua casa", "esta é a sua familia", "estes são os seus pensamentos", "estas são as suas preocupações", "estas são as suas memórias"...

 

desenhoRA.png

Mais sobre mim

foto do autor